Lançamento da coleção Geografia em Movimento

Geografia Agrária - teoria e poder é a nova contribuição da coleção Geografia em Movimento para o debate sobre as atuais configurações no campo em face do processo de globalização.

Este livro reúne um conjunto de artigos que foram apresentados durante o III Simpósio Nacional de Geografia Agrária, o II Simpósio Internacional de Geografia Agrária e a Jornada Ariovaldo Umbelino de Oliveira. Estes eventos foram realizados entre os dias 11 e 15 de novembro de 2005, na Faculdade de Ciências e Tecnologia em Presidente Prudente, promovidos pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Programa de pós-Graduação em Geografia) e pela Universidade de São Paulo (Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana).

Conheça também os demais títulos da coleção:
Cidades Médias - espaço em transição
Abordagens e concepções de território
Cidades Médias - produção do espaço urbano e regional

Geografia Agrária - teoria e poder
Bernardo Mançano Fernandes, Marta Inez Medeiros Marques, Júlio César Suzuki (orgs.)
Assuntos: estudos agrários; geografia;
ISBN: 978-85-7743-046-8
Número de páginas: 384
Preço: R$ 20,00
As mudanças desencadeadas no mundo pelo avanço do processo de globalização com base na ideologia neoliberal atingem de forma contundente o campo, as florestas, as águas e as sociedades que fazem desses espaços seus territórios de via, com conseqüências diversas para a sociedade global.

Os artigos analisam, em diferentes perspectivas, as contradições e os sujeitos envolvidos nessas mudanças e suas formas de ação política, por meio da crítica às teorias, ideologias e modelos de desnvolvimento que sustentam intervenções em seus territórios. O livro está organizado em quatro partes:
1 - Conceitos e políticas de desenvolvimento: teorias e ideologias;
2 - Desenvolvimento neoliberal e lutas camponesas-indígenas na América Latina e na África;
3 - Questões sobre campesinato e desenvolvimento do campo e das florestas no Brasil;
4 - O pensamento de Ariovaldo Umbelino de Oliveira e a geografia agrária crítica.

Ao longo da coletânea são trabalhados temas diversos - territórios, camponeses, movimentos sociais, identidades sociais, desenvolvimento e ideologia, Estado, nação, democracia popular etc -, a partir de diferentes posições políticas e teórico-metodológicas, o que constitui uma das qualidades do livro. Buscou-se, assim, o estabelecimento do diálogo na diferença entre interlocutores qualificados, prevalecendo o compromisso com um objetivo comum: contribuir para a superação das diferentes formas de dominação e desigualdade, visando a construção da justiça social.

A publicação deste livro é resultado de um enorme esforço de professores e alunos de graduação e pós-graduação dos departamentos de geografia da UNESP, campus de Persidente Prudente, e da USP. Os conteúdos desta obra são importantes referências para a geografia agrária e contribuem para a compreensão crítica das transformações do campo. Estas características tem marcado as produções dos simpósios de geografia agrária.